Que Tal recebe a Folha para falar sobre tendências culturais e de negócios nos Hostels de São Paulo

Postado por Equipe de Eventos em Sex Maio 26, 2017 em Eventos .

Recebemos a Folha para falar sobre as novas frentes de negócios que vários hostels de São Paulo estão encarando. Eventos culturais, gastronomia, música, espaços colaborativos, são algumas das ideias que combinam perfeitamente com os espaços.

Recebemos a Folha para falar sobre as novas frentes de negócios que vários hostels de São Paulo estão encarando. Eventos culturais, gastronomia, música, espaços colaborativos, são algumas das ideias que combinam perfeitamente com os espaços.

ANA LUIZA ALBUQUERQUE
DE SÃO PAULO

26/05/2017   02h00

Cansado dos mesmos bares, festas e casas de shows? Os hostels, que se espalharam pela cidade como alternativa mais barata de hospedagem, agora viraram também opção de entretenimento, tanto para turistas quanto para locais.

Às vezes, os eventos são uma demanda dos hóspedes, que querem interagir. Em outros casos, a ideia parte do albergue, que identifica uma lacuna na cena cultural da cidade. É o caso do Que Tal Hostel, que atrai público com shows de jazz às quintas.

"Queríamos fortalecer a Vila Mariana. Muitos moradores vão para outras regiões buscar atrações culturais", diz o gerente, Willian Kunitaki.

Bar do Que Tal Hostel, na Vila Mariana - Rafael Morse/Folhapress

A casa teve receio de que os eventos afastariam os hóspedes, mas o resultado foi positivo. "Acabamos oferecendo um atrativo para quem viaja atrás das festas."

No Café Hostel, na Vila Madalena, a música ao vivo também agrada. Os hóspedes curtem muito: "80% são estrangeiros, e a ideia era mesmo apresentar a cultura brasileira para eles", diz a produtora de eventos do albergue, Mariane Miguel.

O Guia selecionou dez hostels que diversificam a cena cultural da cidade: tem shows de rock, chorinho, samba e jazz, festas típicas, bazares, cinema, happy hour e comida vegana. Tudo sem precisar pagar o preço da diária.

 

Que Tal Hostel e Bar

Toda quinta, amantes de jazz marcam presença no Que Tal Hostel, na Vila Mariana. Gratuito, o evento Jazz Mariana traz um artista a cada semana. Com ambiente charmoso e intimista, a casa chega a receber até cem pessoas em dias de show. O sucesso levou os organizadores a promover eventos também nas noites de sexta, com artistas que vão na linha do rock, blues e folk. Nesta sexta (26), o cantor Jhoão Söbral homenageia Belchior em um show gratuito.

R. Vergueiro, 3.393, Vila Mariana, região sul, tel. 99008-8561. 120 pessoas. Seg. a dom.: 9h às 20h. 18 anos. Diária : R$ 50. Quarto privativo: R$ 150. CC: V, M, AE, E, D.

O Que Tal Hostel costuma receber amantes de jazz - Rafael Morse - Folhapress

 

Café Hostel

O hostel do Sumarezinho, inaugurado em 2013, tem um bar aberto diariamente, das 19h às 22h, com bebidas e pizza caseira (R$ 20). Mas o melhor dia para uma visita é a sexta-feira, quando a casa recebe banda ao vivo e um food truck, que varia a cada semana. Brechós e bazares também se hospedam por ali. Entre as próximas atrações, o Café planeja um evento LGBT, provavelmente um show de drags, ainda sem data.

R. Agissê, 152, Sumarezinho, região oeste, tel. 2649-7216. Seg. a dom.: 24 horas. Diária: R$ 35 a R$ 52. CC: V, M, AE, E, D.

Café Hostel recebe grupo de choro Nota Paulista - Rafael Morse/Folhapress

 

Vila Rock Hostel

O albergue de Perdizes, de temática rock, já abrigou eventos diversos, como uma festa de Saint Patrick e uma noite do hambúrguer artesanal. No dia 3/6, às 20h, sedia uma apresentação gratuita da peça "Convite para um Café". Já no dia 24/6, o espaço vira uma festa junina à moda antiga, em que cada participante trará um prato de comida típica para curtir a data.

R. Cardoso de Almeida, 2.486, Perdizes, região oeste, tel. 4371-7333. Seg. a dom.: 24 horas. Diária: R$ 39 a R$ 50. Quarto privativo: R$ 120 a R$ 140. Estac. (grátis).

Ambiente do Vila Rock Hostel - Divulgação

 

Okupe Hostel

O evento Jazz no Hostel, que roda a cidade há dois anos, fixou residência no albergue da avenida Rebouças em 2017. No terceiro domingo de cada mês, das 15h às 22h, duas bandas e um DJ residente se apresentam de graça para quem quiser aparecer por lá. Já o bar do hostel, inaugurado em 2009, fica aberto todos os dias das 19h às 24h. Uma sala de jogos completa a diversão.

Av. Rebouças, 990, Pinheiros, região oeste, tel. 2366-1517. 100 lugares. Seg. a dom.: 24 horas. Diária: R$ 29 a R$ 165. CC: V, M, AE, E, D, H. Estac. (grátis).

Festa Jazz no Hostel, que acontece no Okupe Hostel - Rafael Morse/Folhapress

 

WE Hostel

Em um casarão de 1926, na Vila Mariana, o hostel se destaca pelo intenso calendário de eventos gratuitos. Toda terça-feira é dia de cinema nacional, com filmes fora do circuito comercial --a pipoca é por conta da casa. Na quinta, é a vez do happy hour com música brasileira e dose dupla de cerveja. E o sábado é dia de festa, com um tema a cada semana. Neste sábado (27), recebe a 2ª edição do Peppe Rock Festival, às 15h, com as bandas Jardim Azul Elétrico, SoulMinhocão, Mitigar e NightFellas.

R. Morgado de Mateus, 567, Vila Mariana, região sul, tel. 2615-2262. Seg. a dom.: 24 horas. Diária: R$ 55. CC: todos.

WE Hostel, que fica em um casarão da Vila Mariana - Eduardo Knapp/Folhapress

 

Escambo

No Paraíso, o albergue promove shows às quintas, com periodicidade irregular. A edição do dia 1o/6 está confirmada, mas a banda ainda não foi definida. Quem compartilhar o evento no Facebook ganha chope em dose dupla. Por lá, inclusive, a promoção de cerveja é quase diária. Nesta sexta (26) também rola um churrasco coreano.

R. Cel. Oscar Porto, 33, Paraíso, região sul, tel. 3051-5344. 32 pessoas. Seg. a dom.: 24 horas. Bar: seg. a dom.: 12h às 24h. 18 anos. Diária: R$ 40 a R$ 80. Privativo: R$ 180 a R$ 195. CC: V, M, AE, E, D.

O Escambo costuma promover shows - John Ramatis/Divulgação

 

Pauliceia Hostel

Em uma construção dos anos 1950, na região do Baixo Augusta, o albergue promove, uma sexta-feira por mês, um evento com shows e caipirinha em dobro (R$ 10). Também acontece por lá a festa Antropofagia, com música e comida. O preço é o que chamam de "couvert artístico gastronômico" --até R$ 35 para comer à vontade. Cada edição tem um prato de destaque, como feijoada ou pernil. Já o bar fica aberto todos os dias, das 18h às 24h.

R. Herculano de Freitas, 250, Bela Vista, região central, tel. 2503-2773. Seg. a dom.: 24 horas. Diária: R$ 50 a R$ 55. Privativo: R$ 110. CC: V, M, AE, E, D, H.

O Pauliceia Hostel fica na região do Baixo Augusta - Divulgação

 

Ô de Casa Hostel

O movimento no hostel da Vila Madalena é tanto que com frequência se espalha pela rua. O bar, aberto das 8h às 23h, com chope artesanal a R$ 7, faz sucesso com os hóspedes assim como com os frequentadores do bairro. Outra atração é o evento Cozinha de Viagem, às segundas, mas sem periodicidade fixa, em que um convidado cozinha um prato típico de sua cidade ou país, por preços mais baratos que as opções gastronômicas do entorno.

R. Inácio Pereira da Rocha, 385, Vila Madalena, região oeste, tel. 3063-5216. 66 pessoas. Seg. a dom.: 24 horas. Diária: R$ 120 a R$ 160. CC: V, M, AE, D, H.

Frequentadores da Vila Madalena gostam de ir ao bar do hostel Ô de Casa - Nicolas Camargo/Folhapress

 

Hostel Alice

As atrações gastronômicas são o foco deste albergue na Vila Madalena. Promove eventos como a Hamburgada, em que o sanduíche com fritas sai por R$ 22, e a noite da Pizza Vegan, em que cada redonda custa R$ 25 e serve duas pessoas. A Padoca Vegan marca presença por lá todo fim de semana com quitutes sem produtos de origem animal. Neste sábado (27), recebe show da banda Vinagre Ainda é Vinho, que toca covers de rock para acompanhar releituras veganas de comidas de boteco, como a coxinha de jaca (R$ 6). No dia 11/6, é a vez da festa junina, celebrando seis anos do albergue.

Hostel Alice - R. Harmonia, 1.275, Vila Madalena, região oeste, tel. 2594-3676. Seg. a dom.: 24 horas. Diária: R$ 45. CC: V, M, AE, E, D. Estac. R$ 20.

O Hostel Alice é famoso por seus eventos gastronômicos - Divulgação

Jardim São Paulo Hostel

O hostel, no Tatuapé, é uma exceção: não tem bar. Com ambiente mais familiar, os eventos que acontecem por lá passam longe da balada e agradam um público mais tranquilo. Recebe festas típicas, como a mexicana (com música e comida tradicionais do país), e bazares, com venda de itens como bijuterias e sabonetes.

R. Visc. de Itaboraí, 245, Tatuapé, região leste, tel. 2373-6140. 55 vagas. Seg. a dom.: 24 horas. 18 anos. Diária: R$ 80 a R$ 135. CC: V, M, AE, E. Estac. (grátis).

Hostel Jardim São Paulo tem um ambiente mais familiar - Danilo Verpa/Folhapress

Fonte: http://guia.folha.uol.com.br/passeios/2017/05/alem-de-receber-turistas-albergues-viram-atracao-cultural-com-shows-festas-e-happy-hour.shtml